Estudante da USP é assassinado com tiro na nuca

O estudante da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) Joel Naoto Tomiyama, de 21 anos, foi assassinado com um tiro na nuca na madrugada de hoje na Avenida Valdemar Ferreira, conhecido ponto de prostituição de mulheres e de travestis perto da Cidade Universitária, zona oeste de São Paulo. A polícia encontrou o corpo caído ao lado do carro e sem parte da roupa. Havia sangue no pescoço e no rosto.O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) tem poucas pistas do caso e não revela o que as testemunhas dizem ter visto. O estudante estava com o carro da mãe, Francisca, um Palio EDX e, provavelmente, teria mantido ou se preparava para manter relações sexuais antes de morrer. Isso porque Tomiyama usava um preservativo quando foi encontrado pelos policiais.Os peritos da Superintendência de Polícia Científica verificaram que a vítima foi morta com apenas um tiro disparado em sua nuca. O assassino quase encostou o cano da arma em Tomiyama, pois o disparo deixou uma grande área cinzenta na pele do estudante, que estava usando uma calça jeans e uma blusa de lã bege.Para a polícia, Tomiyama pode ter sido vítima de uma armadilha planejada por uma prostituta. Após tê-la apanhado, o estudante pode ter sido levado até um local onde outra pessoa os esperava. Embaixo de seu corpo os peritos encontraram sua carteira, que tinha uma nota de R$ 1,00. A equipe B-Sul do DHPP abriu inquérito para apurar o assassinato e deverá convocar amigos e parentes da vítima. Além disso, os policias buscam possíveis testemunhas do crime que estivessem no ponto de táxi localizado ao lado de onde o corpo foi encontrado ou no bar O Rei das Batidas, vizinho à parada dos taxistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.