Estudante da USP é enterrado em Indaiatuba

O estudante de engenharia da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) Joel Naoto Tomiyama, de 21 anos, assassinado com um tiro na nuca, foi enterrado no final da manhã no cemitério Parques dos Indaiás, em Indaiatuba, interior de São Paulo. O crime ocorreu na madrugada de sábado, na avenida Valdemar Ferreira, conhecido ponto de prostituição de mulheres e travestis, que fica próximo à Cidade Universitária, zona oeste de São Paulo.O crime chocou a cidade. A polícia de Indaiatuba deve começar a ouvir os familiares do estudante a partir desta segunda-feira. As investigações, porém, ficarão concentradas no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), na Capital, onde a ocorrência foi registrada. Os policiais buscam alguma testemunha para tentar esclarecer o crime. O corpo de Tomiyama foi encontrado dentro de um veículo Palio, que pertence à mãe do estudante, próximo a um ponto de táxi e do bar Rei das Batidas.Os peritos constataram que o tiro foi à queima roupa. O disparo deixou uma grande mancha cinzenta no local. O rapaz teria ou se preparava para manter relações sexuais, pois usava preservativo. A polícia trabalha com a hipótese de o estudante ter sido vítima de uma armadilha planejada por algumas das prostitutas que atuam no local. Sob o corpo, a polícia encontrou a carteira do estudante, com apenas uma nota de R$ 1,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.