Estudante de Medicina é preso tentando fraudar concurso

O estudante de medicina Hayrton Carneiro de Andrade, 23 anos, foi preso em flagrante na manhã de hoje, no Recife, quando tentava fazer a prova de um dos principais concursos públicos de Pernambuco. Segundo informações da comissão organizadora do concurso para o Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar de Pernambuco (CFO), Hayrton chegou a iniciar a prova, mas a fraude foi descoberta no momento em que o falso candidato assinava a lista de presença. Muito nervoso, Hayrton acabou errando a assinatura. Segundo uma fonte ligada à corporação, o fiscal percebeu a fraude, quando pediu a carteira de identidade do rapaz. Hayrton fazia as provas no lugar de Terliano Gaia Cruz. O estudante, que realizaria a prova na Faculdade de Ciências Administrativas de Pernambuco (FCAP), foi encaminhado ao presídio Aníbal Bruno, no Recife, e deve ser indiciado por falsidade ideológica e uso de documento falso. Se condenado, o estudante pode pegar de um a seis anos de prisão. Segundo policiais, Terliano está foragido e será indiciado por falsificação de documento. Em seu depoimento, Hayrton teria dito que receberia uma recompensa em dinheiro, caso fosse aprovado no concurso. Segundo a comissão responsável pelas provas, apesar da tentativa de fraude, não há riscos de anulação do concurso, que prossegue normalmente nesta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.