Estudante de pedagogia é morta a pauladas em São Caetano

Por volta das 20h30 de ontem, a estudante de pedagogia Maristela Reinert, de 27 anos, foi encontrada morta, a golpes de pauladas, dentro do banheiro de sua residência, localizada na Rua José Roberto, nº 240, em Vila Jerti, região de classe média alta, no município de São Caetano do Sul, no grande ABC paulista. Policiais militares foram acionados por vizinhos, que ouviram vários gritos vindos de dentro da casa de Maristela. Ao entrar na casa, os policiais encontaram a professora já morta, com muitos hematomas e sinais de que o criminoso teria tentado estuprá-la. O marido da vítima, o analista de sistemas Danilo Pacheco, ainda voltava para casa quando tudo ocorreu. O assassino não deixou pistas e da casa nada levou. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de São Caetano, pelo delegado Antonio Carlos Renno Miranda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.