Estudante do Mackenzie é seqüestrada e morta

Estudante do Mackenzie, Kelly Barbosa de Araújo, de 17 anos, foi assassinada por asfixia mecânica, na madrugada de domingo, em um campo de futebol, na Rua Davi Davidenko, no Barro Branco, Zona Leste. Ela foi levada esse local por dois marginais que a assaltaram, quando se encontrava na companhia do namorado, próximo ao Shopping Tatuapé, por volta de 22h30 de sábado.A queixa do roubo do auto Fiat Tipo cinza, de placa CAA-6278 e do seqüestro da garota foi apresentada no 54º DP - Cidade Tiradentes pelo estudante Daniel Rezende da Silva, de 21 anos, na madrugada de domingo. Morador na Vila Prudente, ele conta que os dois haviam acabado de sair do Shopping Tatuapé, quando foram abordados, numa esquina, por dois homens brancos de cabelos castanhos, magros, aparentando 17 e 19 anos.Daniel afirma que foi colocado no porta-malas e que Kelly ficou no interior do auto, com os marginais. Depois de circularem por algumas horas, ele foi retirado do porta-malas e abandonado num local próximo ao final da Av. Ragueb Chohfi, em área do 54º DP. O boletim de ocorrência só foi elaborado às 6h27 da madrugada, quando provavelmente a estudante já havia sido assassinada.O corpo de Kelly foi encontrado às 14h30, num campo, em um local ermo, por rapazes que chegaram para jogar futebol. Em seu pescoço estava enrolado o cordão de algodão de sua própria calça. Foi identificada, já à noite, por um irmão e um cunhado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.