Estudante é executado com três tiros no Rio

O estudante de direito Humberto Roland Rodrigues da Silva Junior, de 29 anos, foi morto a tiros de pistola calibre 45 dentro do carro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na noite de quinta-feira. Ele foi abordado por dois homens armados que o tiraram do carro e dispararam três vezes. A hipótese de assalto foi descartada pela polícia, já que nada foi roubado. O crime pode ter sido motivado por vingança.Junior cursava o oitavo período do curso de direito da universidade Estácio de Sá, na Barra. Por volta das 23h40, ele dirigia pela rua Marechal Henrique Lott quando o automóvel foi fechado pelo carro dos bandidos. Policiais investigam se ele seria dono de máquinas caça-níqueis. No porta-malas do carro dele havia três sacos plásticos com moedas de diferentes valores.Jogo do bichoA polícia também investiga se ele era sobrinho de um banqueiro do jogo do bicho. A família contou que Junior tinha uma padaria no bairro de Campo Grande, zona oeste, onde morava. O crime ocorreu a cem metros de um bar onde o estudante havia passado com dois amigos. Testemunhas contaram que ele chegou a sair do carro para conversar com os criminosos antes de ser baleado. O enterro de Junior foi hoje no cemitério de Campo Grande.O delegado Fábio Ferreira da Costa, da 16ª delegacia da Barra, disse que o universitário foi executado e que a motivação pode ter sido vingança. ?Não levaram nada do carro, nenhum objeto pessoal ou toca-fitas. A hipótese de assalto está descartada. Vamos apurar quais eram os hábitos dele?, afirmou.Advogado baleadoHoje de manhã, o advogado José Maurício de Menezes, de 35 anos, foi baleado na cabeça na Avenida Graça Aranha, no centro do Rio. Segundo a mulher dele, que o acompanhava, um homem que estava numa moto parou ao lado de Menezes e atirou. O assassino fugiu em direção ao Largo da Carioca.O advogado chegou a ser levado para o hospital Souza Aguiar, mas morreu pouco depois. A mulher dele, que não teve a identidade divulgada, entrou em estado de choque.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2002 | 15h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.