Estudante é mantida refém em clínica médica em Salvador

Ivanilson Souza dos Santos, 24 anos, mantém há mais de seis horas como refém a estudante Talita Farias de Freitas, 20 anos, dentro de um banheiro da Clínica Ser, localizada no bairro de Amaralina, em Salvador (BA). Cerca de 100 policiais estão no local, negociando com Santos o fim do seqüestro por meio de conversas telefônicas, via telefone celular. De acordo com os negociadores, Santos está confuso e diz querer fazer o retrato-falado de um policial militar que o teria agredido no ano passado, depois de ele ter sido detido por levar uma falsa bomba para o Aeroporto Internacional de Salvador. Segundo os policiais, Talita estava na sala de espera, aguardando para fazer exames laboratoriais, quando foi rendida pelo seqüestrador. Ainda não se sabe que tipo de arma Santos porta.

Agencia Estado,

07 de março de 2007 | 20h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.