Estudante estrangula a mãe em São Vicente

O estudante Rafael Oliveira Pereira, de 18 anos, foi preso ontem à tarde em São Vicente por estrangular a sua mãe, Nazira Oliveira Pereira, de 46 anos. A mulher tinha ferimentos na cabeça, provocados por batidas contra o tanque de lavar roupa. ?Matei a mãe?, disse Rafael a um de seus irmãos. Logo em seguida, ligou para o 1º Distrito Policial e confessou o crime. Quando os policiais chegaram em sua casa, na Vila Valença, área residencial de classe média de São Vicente, encontraram o corpo de Nazira embrulhado num tapete, com os pés amarrados, próximo a uma mancha de sangue. Antes de estrangular a mãe, Rafael tentou afogá-la num balde e depois no tanque. Rafael foi removido hoje pela manhã para o Centro de Detenção Provisória de São Vicente. Chegou cabisbaixo, ao contrário dos momentos que se seguiram à sua prisão: estava sorridente, admitiu que havia fumado "uma baguita de maconha" e não se mostrava arrependido de seu ato. Disse que não havia um motivo para o crime. Segundo ele, "foi uma coisa imediata", e disse que "gostava e gosta" de sua mãe. O rapaz está isolado no CDP.O delegado Paulo Renato Pereira Barbosa acha que "é um caso patológico", vai enquadrar o rapaz em homicídio qualificado, que estabelece pena de seis a 20 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.