Estudante leva três tiros dentro da escola no interior paulista

Um adolescente de 16 anos foi baleado hoje dentro da escola estadual Orosimbo Maia, no centro da Campinas, no interior de São Paulo. Marcelo Rosa do Nascimento, de 20 anos, morador da cidade vizinha de Sumaré, se identificou como parente do rapaz e pediu que o chamassem. Quando a vítima surgiu no saguão, Nascimento disparou cinco tiros com um revólver calibre 38 e tentou fugir a pé. Três tiros atingiram J.S.F, levado em estado grave ao Hospital Mário Gatti, onde está internado. As aulas na escola estadual foram suspensas após o crime. Policiais civis perseguiram Nascimento. Ele tentou entrar em uma perua de transporte alternativo, fez uma mulher de refém, mas acabou rendido pelos policiais. Segundo o delegado Devanir Dutra, Nascimento confessou o crime. Ele foi indiciado por tentativa de homicídio duplamente qualificado, seqüestro, cárcere privado e porte ilegal de arma de fogo com numeração raspada. Tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma. A vingança teria ocorrido por causa de uma briga no dia anterior. Nascimento disse ao delegado que havia mexido com a namorada do adolescente, que o feriu com golpes de estilete. Ele decidiu se vingar, procurou a vítima e atirou. "O caso está esclarecido", afirmou o delegado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.