Estudante mata primo na saída da escola no Piauí

O adolescente L.S.S., 14 anos, matou com um estilete o estudante J.P.S.,16 anos, depois de uma briga na escola municipal, José Joaquim de Oliveira, no povoado Simplício, em Corrente, a 874 Km ao Sul de Teresina. L.S.S. atingiu J.P.S no pescoço e na perna. A policia apreendeu o menor e está apurando as causas do crime. Segundo informações da polícia em Corrente, os dois eram primos, mas não souberam informar a razão da rixa entre eles.

Luciano Coelho , Especial para O Estado de S. Paulo

16 Abril 2011 | 15h04

O Conselho Tutelar de Corrente acompanha o caso, porque o L. S. foi apreendido e conduzido para Corrente, porque o povoado Simplicio fica a 11 Km da sede do município. A PM explicou que eles discutiram, mas estudavam em salas diferentes, no final da aula, se encontraram na saída e briga. A discussão resultou na.morte de J.P., que ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Regional de Corrente.

 

BARRO DURO - As aulas no município de Barro Duro, a 93 Km ao Sul de Teresina, foram suspensas ontem (15), depois da ameaças de Francisco Alessandro da Costa e Silva, 26 anos, invadir a escola estadual Noemia Ducarmo,armado.

Francisco Alessandro e ex-presidiário e conhecido pelo apelido de Cavalo do Cão. Ele estava revoltado, porque tentou se matricular e não foi aceito na escola.A diretora alegou que estava em meio ao semestre letivo e não poderia fazer a matricula.

Francisco Alessandro esteve preso em Teresina, na Casa de Custódia, por roubo de moto e por perturbação à ordem pública.

Depois das ameaças, a policia em Barro Duro foi acionada. O soldado PM José Valmir Ripardo informou que foram à casa de Francisco Alessandro, mas ele negou ter feito ameaças. "Percebemos que ele está com distúrbios mentais e a família informou que ele está tomando medicamentos. Estamos em alerta", adiantou o soldado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.