Estudante morre atingida por estilhaços de vidro em festa em MG

Jovem foi vítima de cacos de uma garrafa jogada por uma mulher que pretendia acertar outra pessoa durante festa agropecuária em Rio Pomba

Rene Moreira, Especial para O Estado

26 Agosto 2018 | 19h37

Uma estudante de 18 anos morreu atingida por estilhaços de vidro no pescoço neste sábado, 25, durante uma festa agropecuária em Rio Pomba, cidade localizada na região da Zona da Mata, em Minas Gerais. 

Vitória Aparecida Vieira, que cursava zootecnia no Instituto Federal (IF), foi vítima de uma garrafa lançada por uma jovem que pretendia acertar a ex de seu namorado. A agressora, contudo, acabou errando o alvo e atingindo a cabeça de um rapaz, antes de a garrafa quebrar e os cacos matarem a estudante.

De acordo com a Polícia Militar, os estilhaços de vidro acertaram o pescoço da vítima que chegou a ser socorrida ao hospital e acabou não resistindo aos ferimentos. Já o homem atingido teve um corte no rosto, foi medicado e passa bem.

Após observarem imagens de vídeo da festa, policiais identificaram a mulher que jogou a garrafa e a prenderam em flagrante. Ela tem 20 anos, é de Tocantins, mora em Rio Pomba com o namorado e confirmou a cena de ciúme, tendo mirado em outra pessoa e errado o alvo.

Não eram permitidas garrafas na festa, organizada pela prefeitura. Em nota, a administração local prometeu fechar a barraca que vendeu a bebida nesse tipo de embalagem. Também garantiu que o evento "foi realizado tomando todas as precauções viáveis". O sepultamento da estudante aconteceu neste domingo, 26, em Ubá (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.