Estudante morre em tiroteio entre PMs e assaltantes

O estudante Elgin Tito Borges Júnior, de 22 anos, morreu no final da manhã desta sexta durante tiroteio entre policiais militares e cinco assaltantes dentro do Colégio Técnico da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em Limeira, a 150 quilômetros de São Paulo. Os assaltantes foram surpreendidos pela polícia dentro do posto bancário, houve tiroteio, dois assaltantes foram presos e três conseguiram fugir. Borges foi atingido nas costas.Por volta das 11h30, cinco homens bem vestidos entraram pelo portão principal do colégio, no Jardim Nova Itália, e se dirigiram ao banco, procurando o gerente. Pelo menos dez pessoas estavam dentro do posto. Os bandidos anunciaram o roubo, mas foram surpreendidos pela PM, avisada por alunos.Os assaltantes tentaram fugir e trocaram tiros com os policiais. Borges, que também corria pelo corredor por onde os bandidos tentavam escapar, foi atingido nas costas por um tiro. O estudante foi levado para a Santa Casa da cidade, onde morreu.Testemunhas disseram que o aluno correu para fugir do tiroteio, mas a polícia não descartou a hipótese de que ele tenha participado do assalto. O pró-reitor da Unicamp, Paulo da Silva, contestou a hipótese. Segundo ele, Borges era um ótimo aluno e veio do interior de Minas Gerais para estudar em Limeira. A polícia não divulgou o nome dos dois assaltantes presos. No início da noite desta sexta-feira eles ainda estavam sendo interrogados pela Polícia Civil de Limeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.