Estudante que assaltou família e forjou seqüestro deixa a cadeia

A estudante Ethiene do Patrocínio Viana, de 26 anos, que participou do assalto à casa da própria família, na Ilha do Governador, e simulou ter sido seqüestrada por seus cúmplices, deixoua carceragem feminina da Polinter na noite desta terça-feira. A 1ª Vara Criminal da Ilha do Governador determinou que a estudante fique emprisão domiciliar.Capturada no domingo, em Minas Gerais, ela só poderá sair de casa para freqüentar as aulas na faculdade, acompanhada pela polícia. Ethiene será submetida a exames psiquiátricos e toxicológicos. O advogado da estudante havia pedido a revogaçãoda prisão, mas o Ministério Público recomendou a prisão domiciliar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.