Estudante sequestrado há 22 dias é solto após pagar resgate

Após 22 dias em poder de seqüestradores, o estudante Henrique José Bertolucci, de 19 anos foi libertado na noite de sexta-feira, na zona sul de São Paulo. Ele é filho do ex-pró-reitor de Assuntos Comunitários da Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul), Helvécio Zampieri. A família pagou o resgate, mas a polícia não divulgou o valor.Os bandidos soltaram Bertolucci por volta das 23h30, no início da rodovia dos Imigrantes. O estudante pegou um táxi e seguiu para a churrascaria OK, na Marginal do Tietê, perto do Bom Retiro, onde já o aguardavam parentes e policiais da Delegacia Anti-Seqüestro (DAS).Em seguida, Bertolucci, que cursa administração de empresas na Unicsul, foi para casa. O seqüestro aconteceu às 23h15 do dia 4, na rua Wilma, ao lado do campus da universidade, em São Miguel Paulista, zona leste.De acordo com relatos de testemunhas, juntamente com três amigos, Bertolucci ajudava a consertar o jipe de um dos estudantes quando os bandidos o abordaram. Dois rapazes armados com metralhadoras e vestidos com roupas da polícia se aproximaram, simularam uma blitz e mandaram que todos encostassem na parede.Os criminosos algemaram Bertolucci e o colocaram num Gol branco, onde estariam pelo menos mais três pessoas. Uma Parati cinza escoltava o Gol. O primeiro contato dos seqüestradores com a família do estudante ocorreu no dia seguinte. O valor do resgate e a forma de pagamento foram acertados no dia 22.Neste sábado à tarde, policiais da DAS realizaram diligências em busca dos criminosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.