Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Estudante tem enfarte e morre após saber que foi aprovado no vestibular

Geonne Natalino Azevedo Silva, de 29 anos, conquistou uma vaga na Universidade Estadual do Pará, depois de sete tentativas

Carlos Mendes, Especial para O Estado

01 Fevereiro 2017 | 18h30

BELÉM - Um jovem de 29 anos teve uma parada cardíaca e morreu depois de saber que tinha sido aprovado para cursar Pedagogia na Universidade Estadual do Pará (Uepa). Geonne Natalino Azevedo Silva morava em Soure, município do arquipélago do Marajó, no norte do Pará.

Silva conseguiu a vaga depois de sete tentativas frustradas. Ele começou a passar mal e sofreu uma parada cardiorrespiratória, após reclamar de forte dor no peito, desmaiando. Ainda chegou a ser levado por parentes e amigos ao hospital municipal, mas morreu poucos minutos depois de ser atendido.

"Ele tinha um sonho, queria ser professor. Estamos todos desolados pelo Geonne, que era um rapaz tranquilo e nunca desistiu de seu sonho, mesmo depois de ter sido reprovado em outros vestibulares", disse Dayse Freitas, prima do estudante. 

Em nota, a Uepa lamentou a morte do jovem. Familiares relataram que Geonne andava ansioso antes de saber que havia sido aprovado, mas desconheciam que ele tivesse algum problema cardíaco.    

 

Mais conteúdo sobre:
BELÉMPedagogiaSoureParáSilva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.