Estudantes manifestam contra aumento do transporte em SP

Começou por volta das 9h55 desta terça-feira a passeata de estudantes contra o aumento nas tarifas de transporte público em São Paulo. Desde às 9h eles estavam concentrados no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), de onde saíram pela Avenida Paulista, no sentido Paraíso, em direção à sede da prefeitura paulistana. Por volta das 11h30 os manifestantes estavam na Praça João Mendes, região central de São Paulo, seguindo para o Viaduto do Chá, sede da Prefeitura. Os estudantes passaram pela Avenida Brigadeiro Luis Antônio, onde causaram problemas ao trânsito.Os cerca de 300 manifestantes, que protestam com faixas, cartazes e gritando fases de ordem, são acompanhados de perto por 138 policiais militares, da força tática e da tropa de choque. Da Avenida Paulista, onde o trânsito era lento nos dois sentidos, eles devem pegar a Avenida Brigadeiro Luís Antonio, seguindo pelo Viaduto Dona Paulina, Praça da Sé, Rua Boa Vista, Rua Líbero Badaró e Viaduto do Chá. Lá, eles pretendem se encontrar com o prefeito Gilberto Kassab (PFL).A PM reforçou o efetivo de soldados para monitorar o protesto em razão dos incidentes ocorridos na última quinta-feira e que geraram grande tumulto no Parque Dom Pedro II, região central de São Paulo. Nesta quinta-feira, o preço da passagem nos ônibus, Metrô e trens da CPTM deve subir para R$ 2,30.Esta matéria foi atualizada às 11h55 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.