Estudantes protestam contra aumento nas passagens de ônibus em Vitória (ES)

Contigentes foram acionados para dispersar manifestantes; passagem subiu de R$ 2,15 para R$ 2,30 nos ônibus intermunicipais e de R$ 2,00 para R$ 2,20 nos coletivos municipais

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

03 de junho de 2011 | 04h27

SÃO PAULO - Cerca de mil estudantes realizaram duas manifestações, uma pela manhã e outro no final da tarde de quinta-feira, 2, na região central de Vitória (ES) em protesto contra o aumento nas tarifas de ônibus.

 

Policiais militares do Batalhão de Missões Especiais foram acionados e utilizaram bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar os manifestantes, que ocuparam várias vias no centro da capital capixaba, inclusive a avenida Fernando Ferrari próximo à entrada do campus da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

 

No confronto com a PM, os estudantes muniram-se de pedras. O protesto pela manhã começou na escadaria do Palácio Anchieta, sede do governo estadual. Foram quase seis horas de manifestação pela manhã e trânsito muito complicado na cidade e em Vila Velha e Cariacica, nos dois períodos. Os estudantes armaram barricadas, ateando fogo em objetos velhos em plena avenida Getúlio Vargas.

 

Os universitários querem a redução do preço da passagem, que aumentou de R$ 2,15 para R$ 2,30 nos ônibus do sistema intermunicipal e de R$ 2,00 para R$ 2,20 nos coletivos municipais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.