LEO FONTES/O TEMPO/PAGOS
LEO FONTES/O TEMPO/PAGOS

Estudantes protestam em frente à sede da Samarco em BH

Manifestação pede punição à empresa pelo desabamento das duas barragens no distrito de Bento Rodrigues

Leonardo Augusto, Especial para o Estado

10 Novembro 2015 | 20h00

BELO HORIZONTE - Um grupo de estudantes protestou nesta terça-feira, 10, em frente à sede da Samarco mineradora em Belo Horizonte, na Região Centro-Sul da capital. A manifestação pede punição à empresa pelo desabamento das duas barragens de contenção de rejeitos de minério de ferro no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG)

Seis pessoas morreram (quatro já foram identificadas) e 22 estão desaparecidas, entre moradores e trabalhadores da empresa. O protesto começou com aproximadamente 15 pessoas.

Os estudantes mostravam cartazes com as frases "Samarco mata e demite", "Mineração privada, tragédia anunciada" e "Mineração mata e Pimentel (o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel-PT) facilita". 

O desabamento aconteceu na quinta-feira, 5. A coordenadoria de Meio ambiente do Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar as causas do rompimento das barragens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.