LEO FONTES/O TEMPO/PAGOS
LEO FONTES/O TEMPO/PAGOS

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Estudantes protestam em frente à sede da Samarco em BH

Manifestação pede punição à empresa pelo desabamento das duas barragens no distrito de Bento Rodrigues

Leonardo Augusto, Especial para o Estado

10 de novembro de 2015 | 20h00

BELO HORIZONTE - Um grupo de estudantes protestou nesta terça-feira, 10, em frente à sede da Samarco mineradora em Belo Horizonte, na Região Centro-Sul da capital. A manifestação pede punição à empresa pelo desabamento das duas barragens de contenção de rejeitos de minério de ferro no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG)

Seis pessoas morreram (quatro já foram identificadas) e 22 estão desaparecidas, entre moradores e trabalhadores da empresa. O protesto começou com aproximadamente 15 pessoas.

Os estudantes mostravam cartazes com as frases "Samarco mata e demite", "Mineração privada, tragédia anunciada" e "Mineração mata e Pimentel (o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel-PT) facilita". 

O desabamento aconteceu na quinta-feira, 5. A coordenadoria de Meio ambiente do Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar as causas do rompimento das barragens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.