Estudantes viram reféns de bandido em São Paulo

Um casal de estudantes viveu momentos de tensão por quase uma hora no final da noite desta quarta-feira na região Oeste da capital paulista. Walter Lourenço Jr., de 19 anos, e sua namorada, Graziela Passuello, de 18, foram rendidos por Márcio Alexandre Silva, de 26, na saída do cursinho pré-vestibular da Poli, no bairro da Água Branca.Fingindo estar armado, o bandido, aparentemente sob o efeito de drogas, dominou as vítimas quando elas entravam em um Palio. Com apenas R$ 21 na carteira, Walter, vendo a indignação do assaltante, convenceu Márcio a ir até sua casa, na Lapa, de onde, em posse de cartões do pai, um publicitário, iriam para caixas-eletrônicos realizar saques.O jovem, ao chegar à sua residência, deixou o bandido e a namorada no carro e entrou em casa, onde contou ao pai o que estava ocorrendo. O publicitário então deu seus cartões ao filho, mas resolveu ir junto. Com receio de que todos poderiam ser flagrados por policiais militares, o criminoso ordenou que os saques fossem realizados em um local afastado e dentro de algum estabalecimento comercial.Vítimas e assaltantes deslocaram-se até o estacionamento do hipermecado Extra localizado próximo à rodovia Anhangüera. Já no estacionamento, Walter Lorenço Jr. desceu do carro e, sozinho, caminhou até um caixa do Bradesco. O publicitário e a namorada do filho conseguiram sair do Palio e correram para pedir auxílio de um segurança do hipermercado.Detido pelo segurança, que acionou a PM, Márcio foi encaminhado ao 91.º Distrito Policial, de Vila Leopoldina. Mesmo desarmado, o bandido foi indiciado por tentativa qualificada de roubo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.