Estudantes voltam a brigar por passagem de graça no Rio

Os estudantes de escolas públicas do Rio voltaram a entrar em confronto nesta tarde com a polícia militar, após o Órgão Especial do Tribunal de Justiça ter decidido, por 17 votos a 1, pela inconstitucionalidade da lei que garante passe livre nos ônibus intermunicipais para estudantes de escolas públicas, deficientes físicos, portadores de doenças crônicas e idosos.Como a Justiça está em recesso, a lei continua em vigor até agosto. O deputado Carlos Minc (PT) e o senador Sérgio Cabral (PMDB), autores da lei, adiantaram que vão recorrer. Cerca de 200 estudantes estavam reunidos em frente ao fórum e, ao saberem da decisão da Justiça, começaram a briga. O fórum está cercado por cerca de 400 PMs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.