Estudantes voltam às ruas em Salvador

Cerca de mil estudantes secundaristas e universitários de Salvador voltaram a protestar nesta quarta-feira contra o aumento da tarifa de ônibus na cidade. A tarifa, que custava R$ 1,30 e passou para R$ 1,50, motivou dias seguidos de protesto na semana passada. Milhares de estudantes fecharam ruas e um garoto de 13 anos morreu atropelado durante os protestos. Desta vez, os estudantes não bloqueiam ruas. A maioria deles decidiu em assembléia pela realização de uma passeata até a sede da prefeitura, onde uma comissão de sete estudantes foi recebida pelo prefeito Antonio Imbassahy (PFL). Os estudantes retomaram sua reivindicação original: a redução do valor da passagem de ônibus novamente para R$ 1,30. O prefeito reiterou o acordo feito com lideranças estudantis na semana passada, ou seja, congelamento da tarifa por um ano sem redução do valor. Foi formada uma comissão de desoneração para estudar formas de reduzir impostos sobre a tarifa de modo que, em tese, o valor possa diminuir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.