Reprodução
Reprodução

Estupro coletivo no Rio ganha destaque na imprensa internacional

Caso foi noticiado no Canadá, na Inglaterra e na Índia, entre outros países; publicações destacam a violência do caso e relatam preocupação com Olimpíada e 'cultura do estupro' no País

Luciana Amaral, O Estado de S. Paulo

27 Maio 2016 | 11h55

O caso da adolescente de 16 anos que foi estuprada por 30 homens e teve as imagens da violência publicadas nas redes sociais no Rio de Janeiro virou destaque na imprensa internacional nesta sexta-feira, 27. A notícia foi divulgada no Canadá, Inglaterra, Índia, Austrália, Estados Unidos e em Israel, entre outros países.

Além de falar sobre o caso, os jornais expressam uma preocupação com uma "cultura do estupro" no País, ainda mais com a Olimpíada dentro de três meses, e comentam a repercussão do crime entre a própria população brasileira. 

Repercussão. O canadense The Globe and Mail abre a reportagem com as mensagens dos suspeitos no Twitter e afirma que o crime aconteceu em meio a um cenário que ativistas chamam de favorável ao estupro. Ele cita também a visita na quarta, 25, do ator Alexandre Frota ao ministro da Educação, Mendonça Filho. Frota "já afirmou repetidamente que não teria problemas em ter relações não consentidas com uma mulher", segundo o jornal. 

Por fim, aborda a crescente violência no Rio de Janeiro com a chegada da Olimpíada e o episódio em que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) teve de pagar uma indenização de R$ 10 mil para a deputada Maria do Rosário (PT-RS) no ano passado após dizer que "ela não merece (ser estuprada) porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia".

A BBC, do Reino Unido, disse que o vídeo nas redes sociais chocou o Brasil, mas, antes de seu autor ter a conta bloqueada, foi largamente compartilhado com comentários misóginos. A BBC e a concorrente ITV, também do Reino Unido, mostraram que esse novo caso gerou uma campanha com a hashtag "EstuproNuncaMais".

O jornal indiano The Times of India escreveu que o Brasil enfrenta a própria crise 'Nirbhaya', em referência a quando uma moça de 23 anos foi estuprada por uma gangue dentro de um ônibus e depois jogada em uma sarjeta em Nova Délhi em dezembro de 2012.

A publicação ainda fala que a reputação do Rio sofreu um forte revés antes da Olimpíada e lembrou de quando uma turista americana foi estuprada dentro de uma van em frente ao namorado francês em março de 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.