Pixabay
Pixabay

EUA deixarão de exigir teste negativo para covid para entrar no país a partir de domingo

A medida será reavaliada após três meses; a mudança foi recebida com entusiasmo pelas companhias aéreas e agências de viagens, que esperam um aumento do turismo ao país norte-americano

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2022 | 11h13

A partir de domingo, 12, não haverá mais obrigatoriedade de que viajantes internacionais, vacinados ou não, apresentem um teste com resultado negativo para a covid-19 para entrar nos Estados Unidos por via aérea. O Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos avaliou que as restrições não são mais necessárias. A medida será reavaliada após três meses.

Apesar do fim da obrigação, a testagem seguirá sendo recomendada. Até o momento, o exame precisa ser feito na véspera da viagem.

O relaxamento foi autorizado após uma forte pressão das companhias aéreas e da indústria de viagens há meses. A expectativa é que as viagens internacionais aumentem com a mudança.

A Associação de Viagens dos Estados Unidos, um grupo comercial, projeta que a eliminação da exigência de testes trará 5,4 milhões de visitantes internacionais adicionais ao país norte-americano e US$ 9 bilhões em gastos adicionais com viagens até o final do ano.

O requisito de teste foi introduzido pela primeira vez em janeiro de 2021, quando menos de 10% dos americanos estavam vacinados e novas infecções estavam atingindo níveis recordes.

Brasileiros não conseguem entrar no México devido à sistema mexicano fora do ar

Mesmo com passagens compradas para ir ao México, centenas de brasileiros não conseguem viajar devido ao sistema que gera a autorização para entrada no país estar fora do ar.

O Ministério das Relações Exteriores manifestou preocupação com o problema e informou ter solicitado “providências urgentes ao governo mexicano, por meio da Secretaria de Relações Exteriores, da Secretaria de Turismo e do Instituto Nacional de Migração, com vistas a resolver o problema”.

Em suas redes sociais, a Embaixada do México no Brasil publicou um aviso no dia 1º de junho reconhecendo que o sistema não estava funcionando e que estava trabalhando para restabelecer o serviço o mais rápido possível.

No entanto, brasileiros reclamam que o sistema continua não funcionando e que os telefones estão incomunicáveis. Há relatos de brasileiros dizendo ter perdido a viagem e tido diversos prejuízos por causa da falta de autorização para entrar no México.

Desde dezembro do ano passado, o governo do México tem exigido autorização eletrônica dos brasileiros que chegam ao país em via aérea. Chegando por mar ou terra, é exigido o visto. Pelo sistema, essa solicitação eletrônica pode ser realizada até 30 dias antes da viagem./ Com informações de Agência Brasil, Reuters e New York Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.