EUA impõem novas medidas de segurança

Em maio de 2003, o Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos passou a recomendar que os aeroportos adotem uma área de escape de 300 metros no fim de cada pista ou sistemas de concreto poroso (Emas, na sigla em inglês), quando não há espaço para área de escape. A recomendação surgiu após um acidente com um Boeing 737 da Southwest Airlines, que saiu da pista no aeroporto de Burbank, na Califórnia, e quase atingiu um posto de gasolina. Nos Estados Unidos, 19 aeroportos já possuem o Emas - que é uma área no final da pista construída com concreto leve e poroso, que se rompe sob o peso das aeronaves, brecando os aviões. O sistema cumpre a mesma função de uma área de escape em estrada forrada de pedregulhos. Os aeroportos americanos têm até 2015 para cumprir as novas exigências de segurança.

O Estado de S.Paulo

19 Julho 2007 | 05h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.