EUA querem agilizar entrada de brasileiros

Projeto permitirá que viajantes pré-aprovados evitem filas de controle de passaporte na imigração americana

Estadão.com.br,

26 de março de 2012 | 15h54

Os brasileiros em viagem aos EUA poderão ter a passagem pela imigração e a entrada no país agilizada. A diplomacia norte-americana anunciou hoje que pretende implementar o programa Global Entry no Brasil.

O projeto, que depende da aprovação do governo brasileiro, permite que viajantes evitem a fila de controle de passaporte da área de imigração dos aeroportos norte-americanos. Para isso, os viajantes precisam ter uma espécie de autorização prévia.

Para participar do Global Entry, os candidatos devem fazer um cadastro, no endereço https://goes-app.cbp.dhs.gov/main/goes, que custa US$ 100 e serem pré-aprovados. Depois, passam por entrevista.

Quem for aprovado pelo programa, ao chegar nos EUA, poderá passar por um quiosque automatizado para apresentar documentos e checar digitais. O quiosque, antes da área de imigração, imprime um recibo que libera a entrada e o recolhimento da bagagem.

Hoje o programa Global Entry está disponível apenas aos próprios norte-americanos, aos holandeses e aos mexicanos.

A iniciativa vem na esteira de uma série de medidas tomadas pelos EUA para facilitar a entrada de brasileiros no país.

Crescimento. Segundo o Consulado norte-americano no Brasil, houve um crescimento de 51% no processamento de vistos de brasileiros em 2011 em relação ao ano anterior - cerca de 1 milhão de documentos foram processados e 95% aprovados.

Com as medidas que facilitam a entrada de brasileiros nos Estados Unidos, a expectativa do Departamento de Estado norte-americano é a de que, em 2016, cerca de 3,3 milhões de brasileiros viajem ao país. Em 2011, esse número foi de 1,5 milhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.