Evento em Moema é cancelado pela subprefeitura

O festival de cultura francesa C?est Si Bon, marcado para o fim de semana, foi cancelado na sexta-feira por falta de documentação pela Subprefeitura da Vila Mariana. O evento ocorre há sete anos na Rua Normandia, em Moema, zona sul da capital. Segundo o organizador, Eric Mardoche, todos os documentos solicitados foram entregues à subprefeitura, que pediu, na última hora, um termo de responsabilidade relacionado ao palco. "Estou indignado. Esse documento nunca foi pedido", diz. O subprefeito da Vila Mariana, Alexandre Modonezi, explica que os documentos solicitados são determinados pela lei. "Não sei sobre os anos anteriores. A subprefeitura comunicou o produtor por duas vezes que ele não estava com a documentação completa", afirma. Modonezi diz que eventos realizados nas ruas envolvem maiores riscos, o que requer a apresentação de mais de 40 documentos. "O C?est Si Bon reúne cerca de 25 mil pessoas em um dia e ocorre próximo a ruas bastante movimentadas em Moema. Para a sua realização, precisamos do apoio da CET e da Polícia Militar", completa. Mardoche acredita que a requisição de um novo documento teve o objetivo de impedir o evento. "Na minha opinião, isso foi feito de propósito, para ficarmos reféns da subprefeitura. Também acho estranho o subprefeito ter ligado para o gerente de Marketing de eventos da Peugeot, patrocinadora do evento", diz. O subprefeito Modonezi justifica que o objetivo era avisar a Peugeot que não poderia colocar anúncios nas ruas próximas ao evento por causa da Lei Cidade Limpa. De acordo com o produtor do evento, o prejuízo com o cancelamento será superior a R$ 40 mil, sem contar os pratos tradicionais franceses que foram jogados no lixo. "Não sei quais medidas legais irei tomar, mas já reuni a assinatura de milhares de pessoas. Pretendo fazer o evento ainda neste ano, se possível daqui a um mês."Além de São Paulo, o C?est Si Bon ocorre no Rio e em Belo Horizonte. Neste ano, o evento homenagearia o parisiense Quartier Latin e o centenário da escritora Simone de Beauvoir, com a apresentação de espetáculos e estandes gastronômicos. O encerramento seria feito pelo cônsul-geral da França em São Paulo, Jean-Marc Gravier, que falaria sobre o ano da França no Brasil, que ocorrerá em 2009.

Mônica Cardoso, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.