''Evitamos 2 mortes em 1 ano''

O Metrô afirma que tem toda a segurança necessária para atendimentos médicos. E destaca que nas estações há desfibriladores para socorrer enfartados. "De um ano para cá conseguimos evitar duas mortes usando esse aparelho", afirma Wilmar Fratini, gerente de Operações do Metrô.Nas estações há ainda salas com estojos de primeiros socorros básicos com gaze, ataduras e esparadrapos, por exemplo. O corpo de seguranças e os agentes de estação recebem treinamento de primeiros socorros. No curso, eles também aprendem a usar o desfibrilador. "Nossos funcionários são preparados. Já fizeram até partos nas viaturas da segurança", afirma Fratini.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.