Ex-advogada de Marcola divide cela com Suzane

A ex-advogada de Marcos Camacho, o Marcola, apontado como liderança máxima do Primeiro Comando da Capital (PCC), Maria Cristina de Souza Rachado passou a fazer companhia para uma presa ilustre. Nesta quarta-feira, 27, a advogada foi transferida para a cela do seguro da Penitenciária Feminina de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e passa a dividir os 16m² do local com Suzane von Richthofen, condenada pelo assassinato dos pais. Também são companheiras da ex-defensora de Marcola as também advogadas Valéria Dammous e Libânia Catarina Fernandes Costa. As duas são acusadas de ligação com o PCC.Na cela, as três advogadas e Suzane passam a maior parte do tempo assistindo TV. Segundo Mário de Oliveira Filho, advogado de Maria Cristina, a situação na ala é deprimente. ?Há presas com distúrbios mentais. Elas não mantêm as condições de higiene adequadas.? Oliveira Filho conseguiu na Justiça que ela seja removida para uma cela da Polícia Militar.

Agencia Estado,

27 de setembro de 2006 | 23h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.