Ex-coroinha que denunciou padres por abuso em AL diz receber ameaças

Jovem diz que homem o abordou e disse que a denúncia que tinha feito estava 'guardada' e seria 'cobrado' depois

Efe

23 de abril de 2010 | 15h20

Um ex-coroinha que denunciou vários sacerdotes por abuso sexual de menores em Alagoas disse ter recebido ameaças de morte, informou nesta sexta-feira, 23, a imprensa local.

 

Veja também:

linkEx-coroinhas teriam pedido R$ 5 milhões a padres em Alagoas

 

O jovem, que agora tem 22 anos, apresentou uma denúncia à Polícia de Arapiraca, em Alagoas, na qual afirma que um desconhecido em um carro o abordou e disse a ele que o que ele "tinha feito" (a denúncia contra os religiosos) estava "guardado" e seria "cobrado" depois.

 

Os envolvidos no caso são os sacerdotes Luiz Marques Barbosa, Edilson Duarte e Raimundo Gomes, que esta semana foram suspensos de suas funções religiosas.

 

O escândalo começou com a divulgação de um vídeo que mostra imagens de Barbosa, de 83 anos, mantendo relações sexuais com um jovem.

 

Três ex-coroinhas e um menor de 11 anos denunciaram os outros dois sacerdotes por encobrirem os atos de Barbosa, que foi detido na semana passada, mas está em prisão domiciliar por causa de sua avançada idade.

 

Em sua defesa, os sacerdotes alegam terem sido extorquidos pelos jovens depois de terem gravado as cenas.

Tudo o que sabemos sobre:
pedofiliaAlagoascoroinhaameaças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.