Ex-deputado acusado de tráfico se entrega em Manaus

Wallace Souza é acusado de tráfico, coação de testemunhas, porte ilegal de armas e formação de quadrilha

Agência Estado,

09 de outubro de 2009 | 13h44

O ex-deputado amazonense Wallace Souza (PMN) se entregou à polícia na manhã desta sexta-feira, 9. Ele é acusado de tráfico de drogas, coação de testemunhas, porte ilegal de armas e formação de quadrilha. Souza foi cassado pela Assembleia Legislativa do Amazonas no último dia 1º, por quebra de decoro parlamentar. Ele estava foragido desde segunda-feira, quando o juiz da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes, Mauro Antony, expediu o mandado de prisão.

A entrega de Souza à polícia foi acertada na noite da quinta-feira, numa reunião com a família e o advogado, na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas (Sejus). De acordo com informações da pasta à "Agência Brasil", a preocupação da família é a saúde do acusado. Segundo os parentes do ex-deputado, Souza apresenta a saúde debilitada.

O ex-parlamentar seria levado ao Instituto Médico Legal (IML), em Manaus, para ser submetido a exame de corpo de delito. Ele seria levado à Unidade Prisional do Puraquequara, na zona Leste da capital amazonense, onde ficará 15 dias em regime de isolamento. Com a cassação, o ex-deputado será julgado pela Justiça Comum e está impedido de se candidatar pelos próximos oito anos.

A quadrilha da qual Wallace Souza é acusado de participar também envolvia o filho dele, Raphael Souza, que está preso no Batalhão da Polícia Militar (PM), em Manaus, por posse ilegal de armas e munições.

Tudo o que sabemos sobre:
crimeex-deputadoWallace SouzaAM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.