Renan Olaz/CMRJ
Renan Olaz/CMRJ

Ex-deputado estadual presta depoimento sobre caso Marielle

Investigação tenta relacionar Domingos Brazão a uma testemunha-chave do caso, um miliciano que apontou o vereador Marcelo Siciliano como mandante do crime 

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

18 Junho 2018 | 11h56

RIO - Ex-deputado estadual pelo MDB e conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE) após denúncia de corrupção, Domingos Brazão está prestando depoimento na Delegacia de Homicídios da Capital desde as 11 horas como parte da investigação da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. A investigação tenta relacionar Brazão e uma testemunha-chave do caso, um miliciano que apontou como mandante do crime o vereador Marcelo Siciliano (PHS).

Domingos é irmão do vereador Chiquinho Brazão (Avante) e seria desafeto político de Siciliano porque disputariam votos na zona oeste do Rio. Os dois negam as acusações. A polícia investiga se Marielle foi morta para incriminar alguém em particular ou se alguém se aproveitou do crime para incriminar desafetos. A vereadora e seu motorista foram mortos no dia 14 de março.

+++ Anistia Internacional questiona imparcialidade da Polícia Civil na investigação sobre Marielle

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.