Ex-fiel processa Edir Macedo por ?ingratidão?

O empresário Waldemar Alves Faria Júnior, ex-fiel e "obreiro" da Igreja Universal do Reino de Deus, entrou, no Fórum Central, com ação de revogação de doação "por ingratidão" contra o bispo Edir Macedo, chefe supremo da seita e sócio-controlador da Rede Record de Televisão.Waldemar reclama a devolução de US$ 3,2 milhões, que alega ter entregue a Edir Macedo, em 1997 e 1998 para livrá-lo de problemas com a Receita Federal. Assegura ainda que, mensalmente, destinava à igreja, dízimos milionários. Chegou a doar à igreja um luxuoso automóvel BMW, que passou a ser usado por um dos bispos.Em razão desse excesso de generosidade, sua empresa de telemarketing ficou descapitalizada. De 400 empregados, mantém hoje apenas quatro. Buscou ajuda junto a Edir Macedo para se livrar da ruína, mas, segundo afirma, foi abandonado. O juiz da 39ª Vara Cível, Wanderlei Sebastião Fernandes, acolheu a ação e mandou citar Edir Macedo para que apresente sua defesa em 15 dias. O cartório expediu, hoje, o mandado, via postal.

Agencia Estado,

12 de abril de 2004 | 18h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.