Ex-governador Arruda diz que votou contra Roriz

Em 2006, o então candidato ao governo do Distrito Federal José Roberto Arruda (ex-DEM, sem partido) chegou à Escola Classe n.º 8, no Octogonal, cercado de aliados e com a expectativa de vencer já no primeiro turno. Liquidou a disputa com 50,38% dos votos válidos - e até um ano atrás, quando mantinha altas taxas de aprovação, tudo indicava que conseguiria sem dificuldades um segundo mandato.

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2010 | 00h00

Ontem, Arruda retornou ao local em situação oposta: recluso após as investigações da Operação Caixa de Pandora, chegou, votou e saiu em dez minutos.

Ao lado da mulher, Flávia, enfrentou hostilidade de eleitores, como uma senhora que esbravejou "Ai meu Deus do céu, ô desgraça". "Ele não disse nem "Bom dia". Da outra vez, estava todo sorridente", disse um mesário.

"Meu voto é contra Roriz", afirmou Arruda, sem explicar se isso significava apoio ao líder das pesquisas, o ex-ministro do Esporte Agnelo Queiroz (PT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.