Ex-ministro militar defende disciplina na Aeronáutica

O regulamento disciplinar da Força Aérea, baseado no Estatuto do Militar, é o que permite ao comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Luiz Carlos Bueno, convocar os controladores de vôo e obrigá-los a permanecer no quartel. É o que diz o ex-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), tenente-brigadeiro Sérgio Xavier Ferolla. Ele, que foi ministro do STM por oito anos, disse que o regulamento permite ao comandante convocar todos para o trabalho, eliminando férias e folgas. Quem desobedecer pode, em tese, cometer crime militar, como insubordinação ou deserção. "Só tem uma maneira de não cometer: é deixar de ser militar, pois o regulamento é para todos." Para Ferolla, os descontentes podem recorrer à Justiça Militar. Ferolla disse que a influência sindical entre os sargentos do Cindacta-1 (Brasília) é inaceitável, independente do mérito das reivindicações. "Fere a disciplina."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.