Ex-mulher de pediatra presta depoimento em São Paulo

A ex-mulher do pediatra Eugênio Chipkevitch, Maria Inês Mendonça, de 54 anos, mostrou-se "abalada" no depoimento que prestou no 51.º DP, no Butantã, zona oeste de São Paulo. Segundo o delegado Virgílio Guerreiro Neto, ela não sabia de nada até a imprensa divulgar os casos de abuso sexual que teriam sido praticados pelo médico. Maria Inês está bastante preocupada em preservar o filho que adotou com Chipkevitch. O menino tem 10 anos. O delegado também afirmou que pode indiciar os sócios da empresa que fornecia o medicamento Dormonid ao médico. O Ministério Público descartou a hipótese de participação em rede de pedofilia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.