Ex-mulher de prefeito assassinado condenada a 33 anos

Depois de dois dias de depoimentos e debates, terminou nesta madrugada o julgamento dos acusados de mandar matar o prefeito de São Roque, José Antonio Sanches. Rosalina de Aguiar Sanches, ex-mulher do prefeito, recebeu sentença de 33 anos de prisão. O pistoleiro Luiz Guedes da Silva, acusado de ter atirado em Sanches, foi condenado a 39 anos. O irmão de Rosalina, João Rodrigues Aguiar, acusado de ter ajudado a pagar os pistoleiros, foi absolvido por falta de provas. O crime foi praticado em julho de 94, depois que quatro homens invadiram a casa do prefeito e simularam um seqüestro. Sanches foi levado no carro da família até uma estrada de terra, afastada da cidade, onde foi executado com seis tiros à queima-roupa. A segunda mulher dele e os filhos ficaram amarrados e deixados em casa. Os advogados vão recorrer da sentença na tentativa de conseguir um novo julgamento.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2001 | 11h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.