Ex-namorada de Beira-Mar é presa outra vez por tráfico

Foi presa nesta quinta-feira, em Resende, município do sul fluminense, Alda Inês dos Anjos Oliveira, de 27 anos, ex-namorada e cúmplice do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Ela estava foragida desde 2004. A investigação que resultou em sua captura começou com a grande apreensão de drogas pertencentes à facção criminosa Comando Vermelho, no complexo de favelas do Alemão, na zona norte do Rio. De acordo com o delegado Ronaldo de Oliveira, titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Baixada Fluminense, Alda já cumpriu dois anos e seis meses de prisão referentes a uma condenação por associação para o tráfico, e obteve liberdade condicional quando faltavam dez meses para o fim da pena. Em 2004, ela recebeu uma nova condenação, a três anos e seis meses de cadeia, mas não se apresentou à Justiça. Alda, que alega estar no quinto mês de uma gravidez de risco, foi presa por volta das 7 horas. Na casa onde ela vivia com o filho de dez anos, a polícia encontrou três quilos de cocaína, nove tabletes de maconha, duas pedras de crack e material para embalar drogas. "Agora, ela vai enfrentar uma nova acusação por tráfico. A pena vai de três a 15 anos de prisão", disse o delegado. Em 1999, ao depor na CPI do Narcotráfico, Alda afirmou que Beira-Mar pagava propinas sistematicamente a policiais militares, a policiais rodoviários federais e a funcionários do fórum de Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.