Ex-PM e PM tentam roubar caixa eletrônico

O ex-cabo da Polícia Militar, Gilson Gonçalves de Faria, de 38 anos, seu colega, o soldado Adão do Divino Loiola, e um terceiro comparsa, Dilson Moreira, de 33, foram detidos por policiais militares após tentar arrombar um caixa-eletrônico de um posto de gasolina, no município de Mairiporã, na grande São Paulo. Por volta das 23h30 desta sexta-feira, o ex-cabo do 11º Batalhão, juntamente com o soldado e Dilson Moreira, entraram no Auto Posto Ultramarino, localizado próximo à entrada de Atibaia, região metropolitana de São Paulo, pela rodovia Fernão Dias, e, sem perceber a presença de um vigia, deram início à ação. Como o posto já havia fechad,o e as luzes já apagadas, os três bandidos, pensando estarem sozinhos, cobriram um caixa-eltrônico do Itaú com uma lona escura e, usando um maçarico e ferramentas, começaram a arrombar a máquina. Em razão da dificuldade em abrir o caixa, o tempo foi passando, e o trio, com medo de ser visto por alguém, o que já havia ocorrido, mas sem que eles percebessem, resolveu fugir no Gol branco, pertencente à mulher do ex-policial militar. O vigia do estabelecimento comercial, assim que os bandidos fugiram, acionou a polícia.Policiais militares do 26º Batalhão, de Mairiporã, localizaram o veículo na rodovia Fernão Dias e teve início a perseguição, que só terminou já na chegada ao município de São Paulo, região do Jaçanã, na zona norte. Sendo perseguidos por 4 carros da Polícia Militar e armados apenas com uma pistola 9mm, os bandidos resolveram se entregar. Todos foram levados ao 73º Distrito Policial, no Jaçanã. Os detidos podem ser indiciados por tentativa de roubo, porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.