Ex-PM revela plano para matar juíza

Condenado a 18 anos de prisão pelo assassinato de Paulo Roberto Andrade da Silva, filho e herdeiro do bicheiro Castor de Andrade, o ex-PM Jadir Simeone revelou, em carta à Justiça, que estava envolvido também em um plano para matar a juíza aposentada Denise Frossard.Os mandantes dos crimes: Rogério Andrade e Renato Andrade, primos de Paulo Roberto, o Paulinho, morto com quatro tiros em 1998. Ele deveria matar ainda um outro membro da família, César Andrade. Pelos três ?serviços?, receberia US$ 1,3 milhão.A carta foi escrita em 21 de fevereiro e enviada à Justiça em 12 de março. O ex-PM diz não ter recebido o dinheiro e afirma que vem sendo ameaçado de morte pelos dois homens que o contrataram.Denise pede que o caso seja rigorosamente investigado. Em 1993, ela ordenou a prisão de 14 pessoas pertencentes à cúpula do jogo do bicho no Rio. Desde então, afirma, a polícia descobriu quatro planos para eliminá-la. O advogado de Rogério Andrade nega as acusações contra seu cliente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.