Prefeitura de Laranjal/Divulgação
Prefeitura de Laranjal/Divulgação

Ex-prefeito é assassinado por funcionário da prefeitura em Laranjal (PR)

Riolando Caetano de Freitas foi morto com seis tiros;  Segundo a Polícia Civil, o autor dos disparos é um funcionário da secretaria municipal de saúde que estava de plantão e usava um carro oficial

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2019 | 16h20

SOROCABA - O ex-prefeito de Laranjal, no Paraná, Riolando Caetano de Freitas (PDT), foi assassinado a tiros no centro da cidade, no final da noite da última quarta-feira, 28.  Conforme a Polícia Civil, o autor dos disparos é um funcionário da secretaria municipal de saúde que estava de plantão e usava um carro oficial. O criminoso fugiu após o crime e está sendo procurado.

Conforme o registro policial, o ex-prefeito conversava com o acusado em frente a uma panificadora, quando este sacou uma arma e deu dois tiros em Riolando. O político se refugiou no interior da padaria e foi perseguido pelo atirador, que fez outros quatro disparos. O ex-prefeito morreu no local.

Um funcionário da padaria tentou intervir e foi atingido por um tiro no braço esquerdo. Acionada, uma equipe do serviço municipal de saúde constatou que o ex-prefeito já estava morto. O servidor foi socorrido.

A polícia deu buscas na casa e em um lavador de carros do atirador, que trabalhava como motorista no serviço municipal de saúde e não teve o nome divulgado. A ex-mulher dele contou aos policiais que o suspeito havia feito ameaças a ela pelo aplicativo WhatsApp, logo após o crime. 

Conforme a Polícia Civil, a investigação preliminar dá conta de que o crime teria sido motivado por ciúmes do atirador em relação à ex-esposa. O corpo do ex-prefeito passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava e foi sepultado na tarde desta quinta-feira, 29.

O prefeito da cidade de 6,3 mil habitantes, Josmar Moreira Pereira (PSL) manifestou condolências aos familiares e lamentou a trágica morte do ex-prefeito, “um dos responsáveis pela emancipação política de Laranjal”, segundo a nota publicada no site oficial do município. Riolando cumpriu dois mandatos de prefeito na cidade. A prefeitura decretou luto oficial por três dias, com as bandeiras a meio mastro. O expediente público da prefeitura foi suspenso nesta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.