Ex-prefeito é transferido para o Carandiru

O ex-prefeito de Guarujá, Ruy Gonzalez, foi transferido da Cadeia Pública de Praia Grande, o Cadeião, também conhecido por Dacar-10, para uma cela da Casa de Detenção, no Complexo Penitenciário do Carandiru, na capital. Segundo informou o diretor do Dacar-10, Cláudio Rossi, a transferência foi feita por medida de segurança. Gonzalez permaneceu no Cadeião por apenas 24 horas. Ele está sendo acusado de participação no assalto à agência do Banespa da Avenida Leomil, na terça-feira. Foi autuado em flagrante por co-autoria nos crimes de roubo, seqüestro, cárcere privado e formação de quadrilha. Os criminosos que assaltaram o banco e trocaram tiros com a Polícia foram presos uma hora depois da ocorrência no interior da casa do ex-prefeito, na Praia do Guaiúba. Apesar de Gonzalez ter assegurado que foi vítima dos assaltantes, que teriam entrado em sua residência e feito toda a sua família refém, o argumento não convenceu a polícia. Para o delegado-titular de Guarujá, Mílson Calves, os ladrões passaram a noite na mansão de Gonzalez, de lá saindo na manhã seguinte para efetuar o assalto, que foi muito bem planejado. Na tarde de segunda-feira, o gerente do banco, a esposa e o filho do casal, uma criança de apenas cinco anos de idade, foram seqüestrados e mantidos em cárcere privado em um imóvel da Enseada. Por intermédio do gerente, os assaltantes puderam entrar na agência localizada no Centro, sem despertar atenção. Apenas os cofres foram roubados, de onde os ladrões conseguiram levar cerca de 120 mil dólares e muitas jóias. Todo esse material foi localizado na casa do ex-prefeito, junto com uma série de armas e distintivos da polícia. Os veículos utilizados no roubo estavam estacionados na garagem da mansão. Três dos assaltantes foram detidos no estabelecimento bancário e outros três, que estavam no interior da casa, entragaram-se sem resistência, enquanto que um saiu atirando, sendo morto no confronto com os policiais. Por determinação da Coordenadoria de Assuntos Prisionais, os seis homens, também autuados em flagrante junto com o ex-prefeito, foram levados para locais diferentes. Dois encontram-se na Penitenciária do Estado, três na Casa de Detenção de São Vicente e um, junto com Gonzalez, no Carandiru.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.