Ex-rei momo é morto a tiros em Copacabana

Antonio Claudino do Espírito Santo Filho, de 49 anos - que já foi rei momo dos carnavais de Vitória (ES), em 1988, Niterói (RJ), em 1989 e 1990, e por seis vezes do carnaval do Rio - foi morto com oito tiros no final da noite de terça-feira no bairro de Copacabana, no Rio.Claudino foi morto em frente à casa dele. Os tiros foram disparados por dois homens que ocupavam um Renault Mégane cinza sem placas. Mesmo encaminhada rapidamente para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, a vítima não resistiu. Os atiradores não foram identificados e estão foragidos.O ex-rei momo era o responsável pelo Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Coração de Copacabana (GRBCCC). O assassinato será investigado pelo 12º Distrito Policial, de Copacabana. Pelas circunstâncias do crime, a polícia suspeita de que o crime tenha sido um "acerto de contas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.