Ex-secretário de Niterói é condenado por improbidade

Ele se negou a prestar informações em investigação

Solange Spigliatti, estadão.com.br

06 Setembro 2011 | 09h22

SÃO PAULO - O ex-secretário de Urbanismo e Meio Ambiente de Niterói, na região metropolitana do Rio,  Adyr Motta Filho foi condenado por improbidade administrativa e ao pagamento de multa. Segundo informações do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), ele se negou a prestar informações em investigação sobre a instalação de unidades de tratamento de água nos prédios residenciais e comerciais da cidade.

A decisão da 1ª Vara Cível da Comarca de Niterói foi confirmada na quarta-feira, pela 17ª Câmara Cível, que negou recurso interposto pelo réu. De acordo com a decisão, o ex-secretário mostrou uma conduta negligente ao deixar de atender sem qualquer justificativa às requisições do MP-RJ, "ao agir em total desrespeito junto às autoridades constituídas, violando os princípios da administração pública, especialmente os que envolvem a imparcialidade, legalidade e a lealdade às instituições, além de impedir a averiguação da aplicação da lei". O valor da multa ao secretário será equivalente ao dobro de sua remuneração.

Mais conteúdo sobre:
Niterói secretário improbidade Adyr Motta

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.