Ex-secretário do Esporte nega ter assistido a reunião

O ex-secretário nacional de Esporte Educacional Julio Filgueira negou ter presenciado uma reunião entre o ministro do Esporte, Orlando Silva, e o ex-policial militar João Dias Ferreira, na qual teria sido discutido um acordo para evitar a apresentação de denúncias sobre desvio de verbas do ministério.

DANIEL BRAMATTI, O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2011 | 03h06

Filgueira foi apontado como testemunha da suposta reunião pelo próprio ex-policial, que acusa Silva de participar de um esquema para beneficiar seu partido, o PC do B, com recursos públicos.

O ex-secretário, que também é filiado ao PC do B, disse que se reuniu com Dias - sem a presença do ministro - para discutir irregularidades detectados por uma auditoria do ministério em convênio com a Federação Brasiliense de Kung-Fu, entidade dirigida pelo ex-policial.

"Em 2007 conduzi uma força-tarefa de fiscalização e auditoria sobre a aplicação de recursos do programa Segundo Tempo", disse Filgueira ao Estado. "Recebi dirigentes de várias entidades. Era parte de um rito, para assegurar o direito de defesa."

Filgueira afirmou ter deixado o ministério, em outubro de 2009, para se dedicar a atividades privadas - é dono de uma empresa de comunicação e propaganda. Ele negou que sua saída do governo tivesse relação com irregularidades no ministério.

Antes de assumir o cargo federal, Filgueira foi secretário municipal de Esportes em São Paulo e em Guarulhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.