Ex-secretário-geral do PT cumpriu pena alternativa

O ex-secretário-geral Silvio Pereira, conhecido no PT como Silvinho, foi o único réu do mensalão que já cumpriu pena.

, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2011 | 00h00

Em 2009, a partir de um acordo firmado com a Procuradoria-Geral da República, Silvinho foi condenado a cumprir 750 horas de serviços comunitários na subprefeitura do Butantã, na capital paulista, e, em troca, o nome dele foi removido da lista de réus do processo do mensalão.

O petista só tinha sido enquadrado no crime de formação de quadrilha. Pela denúncia do Ministério Público, Silvio Pereira negociava cargos no governo Lula.

Inicialmente, Silvinho protestou contra o serviço comunitário para o qual foi designado, que incluía a fiscalização da varrição de ruas. Porém, ele cumpriu a pena alternativa em maio de 2010. Agora, o plano de Silvinho é voltar ao PT. Ele se desfiliou do partido voluntariamente, no auge do escândalo do mensalão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.