Ex-subprocurador-geral do Rio é denunciado por falsificação

O ex-subprocurador-geral de Justiça do Rio Elio Fischberg foi denunciado nesta quarta-feira pelo Ministério Público (MP) do Rio por falsificação continuada de documentos oficiais. A denúncia, assinada pelo corregedor do MP, Cezar Romero, afirma que Fischberg falsificou documentos com o objetivo de proteger policiais investigados por suspeita de enriquecimento ilícito, entre eles o ex-chefe de Polícia Civil Rafik Louzada. Os processos foram arquivados. Além do ex-subprocurador-geral, foi acusado o advogado Jaime Samuel Cukier. O caso foi investigado durante um ano e exames grafotécnicos teriam demonstrado, de acordo com a denúncia, que Fischberg falsificou assinaturas de colegas. O ex-subprocurador-geral, que atualmente trabalha na 3.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), está de férias e viajou para Israel. Por ter direito a foro privilegiado, ele será julgado pelo Órgão Especial do TJ. Após a notificação pelo tribunal, os acusados terão prazo de 15 dias para apresentarem a defesa.

Agencia Estado,

11 Abril 2007 | 23h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.