Ex-vereadora é condenada por calúnia

A ex-vereadora Maria Helena (PL)foi condenada a 5 anos, 6 meses e 20 dias de prisão em regimesemi-aberto por ter caluniado os promotores José Carlos Blat eRoberto Porto, do Grupo de Atuação Especial e Repressão ao CrimeOrganizado (Gaeco), e o delegado Romeu Tuma Júnior, durante asinvestigações sobre a máfia de fiscais, em 1999. A sentença é dojuiz Sidney Celso de Oliveira, da 4.ª Vara Criminal Central.Maria Helena acusou Blat, Porto e Tuma de terem exigidoR$ 200 mil para que ela saísse livre de uma busca e apreensãoque resultou no encontro de armas sem documentação em sua casa. As declarações foram feitas por meio da imprensa e num pedidopara que fosse instaurado inquérito policial contra ospromotores e o delegado.Ela acabou processada por crimes decalúnia pelas declarações para a imprensa e denunciação caluniosa por ter pedido a investigação. A "privilegiada situação financeira" de Maria Helenalevou o juiz a fixar ainda pena de multa acima do mínimo legal.A ex-vereadora - que recebeu o benefício de poder recorrer emliberdade - terá de pagar R$ 16.560,00. Maria Helena não foilocalizada pela reportagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.