Excesso de ozônio causa estado de atenção na capital paulista

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente declarou estado de atenção nas regiões da Mooca, Ibirapuera e São Miguel Paulista na tarde desta quarta-feira porque a concentração de ozônio ficou acima dos padrões estabelecidos pela legislação ambiental. As estações de Santana, Nossa Senhora do Ó, São Caetano, Diadema, Santo André-Capuava e Mauá tiveram qualidade inadequada pelo mesmo poluente, em menor quantidade.Na Grande São Paulo, o ar esteve regular em Congonhas, Lapa, Cerqueira Cesar, Centro, Guarulhos e Pinheiros.Segundo a Cetesb, apenas no Cambuci, Santo André-Centro, Osasco, São Bernardo e Taboão da Serra o ar ficou bom.Na quinta, o tempo ensolarado e sem ventos fortes mantém as condições favoráreis à formação do poluente ozônio, desenvolvido a partir da emissão dos gases dos veículos, na presença da luz solar. Neste caso, a Cetesb desaconselha a prática de atividades esportivas nas regiões com estado de atenção decretado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.