Excesso de veículos e alagamentos prejudicam trânsito em SP

O excesso de veículos e os alagamentos provocados pela forte chuva que voltou a atingir parte da capital paulista na tarde desta sexta-feira, 16, complicam o trânsito. Às 15h30, a Companhia de Engenharia de Tráfego registrou 66 quilômetros de congestionamento em toda a cidade, índice bem acima da média para o horário, que é de 44 quilômetros. O pior ponto estava na Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha. O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE) voltou a colocar as zonas norte, oeste, a região central e a Marginal do Tietê em estado de atenção, às 14h55, e já havia registrado pelo menos cinco pontos de alagamento, dois deles intransitáveis, até as 15h45. De acordo com o CGE, os motoristas estavam impedidos de trafegar pela Avenida Edgar Facó, em ambos os sentidos, na altura da Avenida Paula Ferreira; e pelos dois sentidos da Avenida Adão Pereira, junto à Avenida Benedito Andrade.Por volta das 15h45, o trânsito era mais complicado nas pistas expressa e local da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde o engarrafamento era de 9,5 quilômetros, desde a Rodovia Castelo Branco até a Ponte Piqueri. A recomendação era para que o motorista evite a Marginal do Tietê.No Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, rumo ao Aeroporto de Congonhas, a lentidão era de 5,5 quilômetros, desde a Praça da Bandeira até o Viaduto João Julião da Costa Aguiar. Já na Avenida Ibirapuera, em direção ao bairro, o motorista reduzia a velocidade por 2,5 quilômetros, desde a Rua Menaldo Rodrigues até a Avenida dos Eucaliptos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.