Executivo é preso por espiar funcionárias no banheiro

O diretor de uma empresa de consultoria de Porto Alegre foi preso nesta terça-feira por espionar funcionárias e clientes que usavam o banheiro feminino do prédio. A Brigada Militar também apreendeu dois computadores e a câmera que fazia as gravações apontada para o vaso sanitário.A denúncia foi feita por uma funcionária contratada na semana passada. Ela estranhou as perguntas que teve de responder na entrevista de admissão, entre as quais uma que queria saber os motivos que a levaram diversas vezes ao banheiro enquanto estava na sala de espera. Os nomes dos envolvidos no caso não foram divulgados pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.